Fundo João Baptista de Campos AGUIRRA

O fundo Aguirra pertence, desde 1962, ao Museu Paulista e foi reunido por João Baptista de Campos Aguirra (1871-1958) que, ao longo se sua vida organizou, em função de seus interesses profissionais de assessoria de negócios imobiliários e de sua atividade como pesquisador da história paulista, um extenso conjunto de documentos (fichas, cadernos, plantas, mapas, livros) relacionados à organização fundiária de São Paulo. Estes dados resultam de consultas e cópias minuciosamente realizadas nos acervos de arquivos públicos, cartoriais (judiciais e extrajudiciais) e particulares de São Paulo. Trata-se de uma documentação relevante sobretudo para pesquisadores que buscam dados sistemáticos sobre fazendas, propriedade de terras, loteamentos e parcelamento de solo na capital e heranças envolvendo propriedades fundiárias. As tipologias de informação incluem identificação e dados biográficos sobre proprietários, registros de sesmarias, registros paroquiais de terras, registros de partilhas judiciais (inventários), testamentos, obituários, bem como uma ampla coleção de cartografia, relacionada especialmente aos bairros da cidade de São Paulo.

Quem foi João Baptista de Campos Aguirra


João Baptista de Campos Aguirra (1871-1962) nasceu na cidade de Limeira (SP). Na década de 1920 estava estabelecido em São Paulo com a firma Aguirra & Cia – Comissários. A empresa era proprietária de terras, sendo que alguns desses imóveis localizavam-se na zona sul da capital. Na década de 1940 há o registro de outra empresa de sua propriedade -Informação Aguirre - Informações sobre títulos de propriedades imobiliárias –, em que realizava, além da atividade comercial de compra e venda de imóveis, a compilação arquivística que passou a ser conhecida também como Arquivo Aguirra. A partir de 1924, Aguirra foi sócio do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP), tendo publicado vários artigos na revista dessa instituição.

Sobre Aguirra


MALHEIRO, Maria Cecília Stávale. O Arquivo Aguirra do Museu Paulista. Anais do Museu Paulista, São Paulo, t. 27, p.201-205, 1977/1978.

MELO, Luiz Correia de. Dicionário de autores paulistas. São Paulo: Prefeitura Municipal, 1954.

PIRES, Walter. Configuração territorial, urbanização e patrimônio: Colônia da Glória (1876-1904). Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

PIRES, Walter. Arquivo Aguirra. Fonte documental sobre a formação territorial de São Paulo. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, vol.10-11, 2003.

Critérios para a seleção dos documentos referenciados no Banco de Dados


Da coleção, que conta com mais de 2.500 plantas, cartas e mapas referentes a localidades do Estado de São Paulo, foram referenciados somente os documentos cartográficos relativos à cidade de São Paulo.



Próximo

Voltar